A guerra dos ambulantes

Vista geral da Praia Grande, em Ubatuba

Depois dos protestos que fecharam a rodovia Rio-Santos no início do mês, a Prefeitura de Ubatuba busca apoios para a operação Praia Legal, que tenta conter a ação de ambulantes irregulares nas praias do município. Em reunião com entidades na última quarta-feira, Ronaldo Dias Junior, chefe de Gabinete do prefeito Délcio José Sato (PSD), apresentou uma proposta de cadastramento dos ambulantes. “Será verificada a origem de cada ambulante”, disse.

A prefeitura estuda a criação de uma comissão para rever a lei de comércio ambulante, que disponibiliza, atualmente, 720 vagas no município. Por alteração de lei, o município precisa reduzir em 20% o número de licenças. Na Praia Grande é necessário chegar ao número de 108, contra atuais 109. Na alta temporada, no entanto, o número passa de 400, com a chegada dos clandestinos. No Tenório são 56 vagas. Toninhas e Maranduba, 50 cada.

Essa briga promete ...
A guerra dos ambulantes A guerra dos ambulantes Reviewed by Helcio Costa on 14:14 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.