Corrida contra o tempo

Kit escolar é pimenta malagueta

Toda vez que se mexe com a compra de material escolar para estudantes da rede pública de São José dos Campos temos que levar em conta o fator VDM.

Isto é, é possível que, uma hora ou outra, dê problemas ...

Em reportagem assinada por João Paulo Sardinha, o jornal “O Vale” aponta, em sua edição de fim de semana, que o edital lançado pelo prefeito Felício Ramuth (PSDB) para a compra do kit escolar tem produtos até 58% mais caros que o edital lançado no final do governo Carlinhos Almeida (PT), suspenso no início da semana. O levantamento usado pelo jornal foi feito pelo gabinete do vereador Wagner Balieiro (PT).

Um dos itens que chamou a atenção, segundo o jornal, é o minidicionário, estimado pelo governo do PSDB, no edital, em R$ 4,41 a unidade, contra R$ 2,78 no edital anterior. Outros produtos que acabaram cotados mais caros foram apontador, cola, caderno brochura, tesoura e lápis. O pregão lançado pelo PSDB está fixado em R$ 1,6 milhão contra R$ 2,6 milhões do aberto pelo governo Carlinhos no dia 26 de dezembro. O atual governo reduziu produtos na lista original (segundo ele, haveria itens em estoque) e o número de kits, que caiu de 40,6 mil unidades para 39,5 mil.

Bem, o estudo feito pelo gabinete do sempre atento Balieiro é mais uma pitada de pimenta malagueta nesse caldeirão fervente que se transformou o caso do kit escolar em São José.

Mas não é determinante.

A maior ameaça ao processo da compra programa por Felício foi criada pelo próprio governo do PSDB e tem nome: tempo. Segundo calendário fixado pelo secretário de Gestão Administrativa e Finanças do gestão do PSDB, José Mello Corrêa, a nova administração pretende realizar o pregão, definir a empresa vencedora, assinar o contrato e ter os kits entregues nas escolas em menos de uma semana. “Os estudantes receberão o material no primeiro dia de aula”, disse. Quando? No dia 6 de fevereiro.

Dará tempo? O governo diz que sim ...

Se der, ponto para Felício, que, dessa forma, conseguiria impor um revés político a Carlinhos, principalmente se o valor final da compra acabar sendo bem inferior ao inicialmente previsto. E se não der? Bem, se não der, Felício vai sofrer o primeiro grande desgaste de sua gestão, caindo na armadilha do tempo, fixada pelo seu próprio governo. E muita coisa pode acontecer em um processo de pregão e compra de material pela administração pública ...

Vamos ficar de olho no calendário. Dia 6 de fevereiro está logo ali
Corrida contra o tempo Corrida contra o tempo Reviewed by blog dois pontos on 14:33 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.