Negócio da China


O jornal "O Vale" deste final de semana aposta sua manchete na economia, apontando a China como maior cliente das empresas da RMVale nesta largada de 2017, assumindo um lugar que era dos EUA.

Confira partido texto do sempre atento Xandu Alves:


A economia da RMVale sente neste começo de ano os primeiros impactos do “efeito Trump”. As restritivas medidas econômicas anunciadas pelo magnata republicano Donald Trump, que assumiu a presidência dos Estados Unidos em 20 de janeiro, mudaram o panorama das exportações na região.
Trump tem dito que quer fortalecer a economia norte-americana mexendo em relações comerciais com outros países, especialmente México e a China. Ou seja, ele quer produzir mais dentro dos EUA e importar menos.
Com isso, já no primeiro mês do ano, os Estados Unidos deixaram de ser o maior comprador de produtos fabricados no Vale do Paraíba. Depois de liderar o ranking há anos, os EUA perderam a liderança para a China.
Os chineses compraram R$ 1,4 bilhão em produtos da região em janeiro de 2017, enquanto os americanos gastaram menos da metade: R$ 589,04 milhões. Em janeiro do ano passado, o cenário era oposto. Os EUA lideravam o ranking com R$ 542,2 milhões em produtos da região, enquanto a China permanecia no segundo lugar, com R$ 166,8 milhões.
Neste ano, enquanto os chineses aumentaram em 747,65% o volume de importações da região, em janeiro, os Estados Unidos cresceram 8,63%, o que pode ser em parte creditado à variação do dólar frente ao real.

Quer ler mais? Clique aqui.
Negócio da China Negócio da China Reviewed by Helcio Costa on 11:24 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.