O último que sair ...


É mania do governador Geraldo Alckmim (PSDB): vê uma luz acesa fora de hora do Palácio dos Bandeirantes, ele apaga. Mais: sai de uma sala e não fica ninguém, Alckmin apaga a luz. É um hábito que cultiva há anos.

Essa mania já virou motivo de piada da parte do senador José Serra (PSDB),  ex-governador do Estado,que disse que o Palácio na gestão de Alckmin parece uma mansão mal-assombrada, com as luzes apagadas.  O governador não está nem aí. A ordem é não gastar energia sem necessidade.

A "doença" é contagiosa e atacou o prefeito Felício Ramuth (PSDB). Após herdar uma dívida na casa dos R$ 306 milhões, inclusive com contas de luz em atraso, o novo prefeito de São José dos Campos passou a ser um caçador de lâmpadas acesas sem necessidade. Isso é bom, dá bom exemplo, mas gera situações engraçadas.

Ao passar pela Fundo do Vale no início da madrugada da última quinta-feira, Felício olhou para o prédio do Paço e viu a luz do gabinete da Secretaria de Governança acesa. Não titubeou. Ligou para o secretário Anderson Farias e foi direto: "Anderson, você esqueceu a luz acesa". Ouviu do outro lado da linha uma resposta educada, mas também direta: "prefeito, está acesa porque eu estou aqui, trabalhando."

Para garantir a entrega do projeto de reforma administrativa na Câmara na última quinta-feira, na abertura do ano legislativo, Anderson saiu do Paço após as 3 da manhã ...


O último que sair ... O último que sair ... Reviewed by blog dois pontos on 14:23 Rating: 5

2 comentários:

  1. Apagar luzes antes de sair dos recintos não é mania: é educação que vem "de berço". Minhas filhas aprenderam, desde pequenas, que detalhes - muitas vezes insignificantes - como economia de energia, fazem parte da cultura de empreendedorismo. Pagavam "multa" a cada lâmpada acesa, como forma de conhecer Economia...

    ResponderExcluir
  2. verdade, Eurídice, valeu o puxão de orelhas

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.