O Uruguai é azul

Exemplar na mesa do café
Coincidência ou não com a data, 31 de março, tomei meu café da manhã hoje em companhia deste livro, "Jango e Eu - Memórias de um Exílio Sem Volta", de João Vicente Goulart, o filho do ex-presidente João Goulart, deposto pelo Golpe de 64.

Editora Civilização Brasileira, 348 páginas.

Mais que político, é um livro lírico. Ela narra a vida da família após a fuga do Brasil, nos primeiros dias da Ditadura. Boa parte dele é narrado pelos olhos do menino João Vicente, na época com 7 anos.  É um viés menos conhecido da história, o exílio da família Goulart, primeiramente no Uruguai, por fim na Inglaterra. Jango só voltaria ao Brasil morto. Para muitos, um presidente fraco. Para outros, um perigoso para a nação. Para João Vicente, o pai ...

Merece ser lido como um testemunho da história. Ou, de um dos lados dela.

E por trechos de puro lirismo, como no diálogo entre João Vicente e a mãe, Maria Thereza, quando a família partia para o exílio:

-- Mãe, para onde estamos indo?
-- Para o Uruguai, João Vicente, respondeu ela.
-- Uruguai, mãe? Onde é isso?
-- É um outro país, meu filho.

Segundo ela, fiquei longos segundos pensativo antes de disparar:

-- Mãe, de que cor é o Uruguai?

Foi naquele momento que minha mãe se deu conta da distância a ser percorrida, dos dias na presidência, de seu casamento em São Borja, de sua infância. Pensou profundamente no que diria para aquela criança. Olhou para o céu aberto e profundo de um dia claro. Era possível ouvir o barulho das hélices. As lágrimas caíram no seu rosto, mas, sem se perturbar, ela virou para mim e falou:

-- O Uruguai é azul, João Vicente. É azul.


Ideologias à parte, um livro escrito com o coração de um filho ...

O Uruguai é azul O Uruguai é azul Reviewed by blog dois pontos on 21:05 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.