Sopa de letrinhas


A reforma administrativa implantada pelo prefeito Felício Ramuth (PSDB) teve um efeito paralelo: mudou a nomenclatura interna das secretarias da Prefeitura de São José dos Campos, imutável havia anos.

Com isso, o pessoal administrativo da prefeitura, Paço Municipal e afins passou a gastar fosfato e pestanas para criar uma nova nomenclatura interna, essencial para enquadrar cada pasta da administração em uma enxurrada de processos internos, memorandos, pastas de despacho, dialeto burocrático, entre outros caminhos da administração pública.

Assim, surgiram novas siglas em uma sopa de letrinhas.

Algumas fáceis, como, por exemplo, Secretaria de Educação e Cidadania, que virou Seduc na papelada e no dialeto interno. Outras, nem tanto. A Secretaria de Proteção ao Cidadão quase virou SPC, uma sigla que já tem dono, o Serviço de Proteção ao Crédito, que tira o sono de boa parte dos brasileiros nesses tempos de crise. Dado o alerta, acabou virando Sepac. Outra pasta que quase deu chabu foi a Secretaria de Urbanismo e Sustentabilidade, capitaneada por Marcelo Manara. Estava sendo tratada por SUS, sigla que também já tem dono famoso: o Sistema Único de Saúde, aliás, criado em São José dos Campos nos anos 80 pelas mãos de Gílson Carvalho.


Mas, entre mortos e feridos, salvam-se todos.
E a burocracia, responsável por colocar ordem nesse cipoal administrativo, agradece ...

Sopa de letrinhas Sopa de letrinhas Reviewed by blog dois pontos on 12:06 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.