Vai entrar nos trilhos?

O governador Geraldo Alckmin (PSDB)

Para anotar na agenda e cobrar de tempos em tempos: em visita hoje ao Vale do Paraíba, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) anunciou um acordo para a implantação do Trem Expresso Metropolitano.

O projeto não tem prazo ainda para sair do papel.

O Trem Expresso Metropolitano, ou Trem Regional, é um projeto antigo do Estado e entrou na pauta do governo de São Paulo na mesma época em que o governo federal lançou o projeto do Trem Bala, um trem de alta-velocidade que ligaria São Paulo e Rio, com previsão de entrar em operação ainda antes da Copa de 2014. Como se sabe, o Trem Bala, anunciado no governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para alavancar a primeira candidatura de Dilma Rousseff (PT) à Presidência, não saiu do papel. O que não evitou uma estatal fosse criada para o projeto, a Empresa de Transporte Ferroviário de Alta Velocidade (Etav), com orçamento, diretoria e quase 100 empregos diretos.

O trem paulista terá sorte melhor?

Bem, pelo sim, pelo não, o projeto do Trem Expresso Metropolitano é bom. Pelo menos no papel. Trata-se de um trem expresso, com quatro vagões, com capacidade de transportar 400 passageiros a uma velocidade de 70 km/h. E seria implantado por braços: um primeiro, ligando Campinas a São Paulo, passando por Americana e Jundiaí; depois, um segundo, ligando São Paulo ao Vale, chegando possivelmente até Pindamonhangaba, somando 400 quilômetros de trilhos. 

Segundo o tucano, o sistema usará a faixa de domínio da antiga linha férrea Central do Brasil, que liga São Paulo ao Rio de Janeiro, cruzando toda a região (a nova linha seria construída ao lado da atual, acompanhando seu trajeto). “Hoje o secretário de Transportes Metropolitanos [Clodoaldo Pelissioni] tratou desse assunto com o governo federal e o resultado da reunião foi positivo”, disse Alckmin durante visita a Taubaté, segundo relata o portal Meon

A proposta do Estado é viabilizar o novo trem por meio de uma PPP (Parceria Público-Privada), com custo estimado de R$ 18,5 bilhões. Deste total, o Estado entraria com R$ 4 bilhões e os outros R$ 14,5 bilhões seriam custeados por investidores, que ganhariam a concessão do sistema por 30 anos. Segundo o Estado, a obra do Trem Regional poderá ajudar a desafogar a rodovia Presidente Dutra, principal via do país, hoje saturada –especialmente na chegada à capital e entre Jacareí e Taubaté.

Vira e mexe esse assunto volta. Bem, é para anotar na agenda e cobrar ...
Vai entrar nos trilhos? Vai entrar nos trilhos? Reviewed by blog dois pontos on 17:46 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.