Vamos parar a Dutra?

Protesto para a Dutra em S. José

As manifestações contra a Reforma da Previdência são legítimas.

Em fase a uma eventual mudança de regras que vai afetar milhões de brasileiros, é importante que cada grupo organizado se manifeste.
Dito isso, uma ponderação: parar o tráfego na Via Dutra, como ocorreu hoje cedo em São José dos Campos e Taubaté, é uma forma fácil, mas torta de protesto. Isso afeta milhares de pessoas e, na prática, só tem um resultado: atrair a atenção da mídia. Aliás, a mesma mídia classificada como golpista por diversos grupos de ativistas. As pessoas paradas no trânsito, sejam motoristas, sejam passageiros, não estão aderindo ao protesto. Elas estão ali refém de um ato de força, não de um ato de convencimento. Na lógica dos manifestantes, os fins justificam os meios. Muita bobagem e muitas atrocidades já foram cometidas por gente que pensava assim.

Anos atrás cheguei a debater isso com Toninho Ferreira, uma das principais lideranças do PSTU em São José dos Campos. Na época, os moradores do antigo Pinheirinho, vira e mexe, fechavam a Dutra. Por qualquer motivo. Era um protesto vaga-lume, dia sim, dia não. Toninho defendia a ação. Eu, como hoje, achava de eficácia duvidosa e oportunista. Uma tática fácil, mas equivocada ...

E você, meu amigo, o que acha?
O motorista de caminhão que ficou parado hoje na Dutra no Vale do Paraíba achou o protesto legítimo. Você ficou preso no congestionamento? Isso fez com que você aderisse ao protesto?
Vamos parar a Dutra? Vamos parar a Dutra? Reviewed by Helcio Costa on 13:50 Rating: 5

Um comentário:

  1. Como sempre uma visao jornalistica de primeira. Parabens Helcio. Quanto ao fato, varios argumentos podem condena-lo quanto justifica-lo. Se pensarmos no bem comum imediato, iremos condena-lo pois prejudica intensamente a locomocao (inclusive colocando em risco vidas no caso de ambulancias e emergencias) de pessoas que nao estao diretamente ligadas a manifestacao, mas se pensarmos no longo prazo, as manifestacoes podem nos proteger quanto a possiveis efeitos negativos na sociedade. A pergunta que fica é: só há essa maneira de se manifestar chamando a atencao da midia? Claro que não, comprovando que as manifestacoes podem, e devem, ser aprimoradas (o caso classico que me vem a cabeca sao as estrategias usadas pelo Greenpeace que conseguem as duas coisas, manifestar e chamar a atencao da midia, mas sem provocar prejuicos a sociedade). Oxala.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.