A vida como ela é

Andreas e Suzane

Não sei porque lembrei de Nelson Rodrigues ao ver a notícia que Andreas von Richthofen havia sido detido na região da Cracolândia, em São Paulo.

A história, mais tarde, inexata.

Mas a verdade não era muito melhor. De fato, ele havia sido abordado por equipes da Secretaria da Saúde de São Paulo na Cracolândia, na segunda-feira, tendo recursado ajuda. Acabou detido terça-feira, ao tentar pular o muro de uma casa no bairro Chácara Flora. Estava sujo, com as roupas rasgadas, aparentemente desorientado. Hoje, ele passa bem, após ter sido transferido para uma clínica particular de recuperação de dependentes químicos. A família não quis comentar o caso.

Lembrei de Nelson Rodrigues por uma frase, a vida como ela é ...

Esse foi o título escolhido pelo "anjo pornográfico", como era chamado, para uma coluna de contas que começou a publicar diariamente a partir de 1951, primeiramente no jornal "Última Hora", de Samuel Wainer. Na coluna, Nelson expunha todo seu universo, baseado na infidelidade, no ciúme, na impossibilidade de amar, na perversão do sexo e na irracionalidade submersa no cotidiano das famílias. Alguns textos ali publicados, ao longo de mais de uma década e meia, viraram pequenas obras-primas, como "A Dama da Lotação". Mas se engana quem pensa que o universo de Nelson era apenas sexo. Nelson Rodrigues via mais fundo, via a alma ...

Andreas von Richthofen é uma vítima da vida ...

Irmão de Suzane von Richthofen, ele tinha 15 anos quando seus pais, Manfred e Marisia, foram mortos por Suzane com conluio os irmãos Cravinho. Um deles, Daniel, era namorado de Suzane, hoje presa na Penitenciária Feminina de Tremembé, condenada a 39 anos pelo crime, cometido em 2002. Único herdeiro dos Richthofen, Andreas recusou as tentativas de aproximação da irmã. Acabou dragado pela violência da tragédia que se abateu sobre a família. Uma tragédia que estava submersa até a noite de 31 de outubro de 2002, quando Suzane abriu a porta da casa da família para permitir a entrada de seus cúmplices. Só se pode lamentar a sorte de Andreas ...

Nelson escreveria um conto com enredo tão assustador em suas páginas na "Última Hora"?
Não sei. Mas o título da coluna escrita por ele sempre me faz pensar. "A vida como ela é".  E como é a vida? Para Andreas, a vida virou um pesadelo 15 anos atrás.




A vida como ela é A vida como ela é Reviewed by blog dois pontos on 19:25 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.