Ói nóis aqui travêis ...


Se voceis pensam que nóis fumos embora, nóis enganemos voceis. Fingimos que fumos e vortemos, ói nóis aqui traveis ...

É isso aí.

Com esses versos de Geraldo Blota e Joseval Peixoto, imortalizados por Adoniran Barbosa e pelos Demônios da Garoa, o blog dois:pontos avisa: depois de um longo e tenebroso inversão, ele está de volta. Foram duas semanas fora do ar, por culpa  exclusivamente minha, enquanto eu dava uma volta aqui e ali para ver se aprendia alguma coisa nova para essa minha cabeça dura. Foi bom. Professor e amigo, Carlos Alberto Di Franco me disse uma vez que a gente precisa sair da rotina hora ou outra para conseguir enxergar a realidade com novos olhos.

No vapt-vupt, voltei.

Aconteceu muita coisa na minha ausência? Olhando jornais, revistas e sites de notícias, sou franco em afirmar que nada surpreendente. De concreto, pra valer, de fundamental importância, apenas a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva  a 9 anos e 6 meses de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do tríplex do Guarujá. Não estou diminuindo a importância do fato. Ele é importantíssimo: afinal, pela primeira vez na história deste país, um ocupante da Presidência da República é condenado por um crime comum. Uma decisão corajosa de Sérgio Moro.

Mas, fora isso, o presidente Michel Temer ainda balança, mas não cai, e o meu Corinthians continua líder do Brasileirão.

Por aqui? O tamanho do rombo deixado pelo governo Carlinhos Almeida (PT) ainda serve de combustível para um debate árido entre o secretário de Gestão Administrativa e Finanças do governo Felício Ramuth (PSDB), José de Mello Corrêa, e o vereador Wagner Balieiro (PT). Um debate em que, diga-se de passagem, ambos estão errados. O rombo era de R$ 306 milhões, como anunciou o PSDB, ou R$ 22 milhões, como foi recalculado pelo vereador do PT? Nem um, nem outro. Mais que valores exatos em Real, a herança deixada por Carlinhos foi a dívida de uma gestão ruim, sem foco, que gastou demais em propaganda e obras de vitrine, deixando de pagar contas básicas com fornecedores e na área de Saúde. Em síntese, foi uma bagunça de governo.

O que mais?

Felício apresentou e sancionou a chamada Lei na Inovação, que tem como foco incentivar o surgimento de projetos inovadores em São José dos Campos. O blog antecipou a iniciativa meses atrás. Aí sim. Desse mato pode sair coelho, se tudo der certo. Mas ainda leva algum tempo ...

Bom, vou retomar o embalo.O blog está na casa das 310 mil visitas, a equipe que trabalha comigo está cheia de novidades e eu prometo recuperar o tempo perdido, mesmo que devagar, no ritmo de Adoniran e dos Demônios da Garoa. É isso aí. Como eu sempre digo na rádio, nóis capota, mas num breca ...


Nós tava indo, tava quase lá, mas arresorvemo vortá. E agora, nóis vai ficar fregueis.
Ói nóis aqui travêis ...
Ói nóis aqui travêis ... Ói nóis aqui travêis ... Reviewed by blog dois pontos on 17:36 Rating: 5

2 comentários:

Tecnologia do Blogger.