Os políticos que temos ...

Aécio e Temer: salve, salve?

por Marcos Meirelles

Aécio de volta ao Senado, Robson Marinho ensaiando uma volta sorrateira ao TCE e Temer de volta ao regime escravocrata que fez deste país, durante muito tempo, a mais ignominiosa das nações. Eis a síntese do Brasil atual, em uma semana.

Seria combustível de sobra para tocar fogo nas ruas do país.
No entanto, o país parece ter mergulhado num quadro de anestesia geral, especialmente a classe média antes capaz de se indignar e agitar panelas diante de qualquer soluço da ex-presidente Dilma Rousseff.

As polêmicas e manifestações de protesto campeiam nas redes sociais, nosso campo privilegiado da discórdia.  Neste momento trágico, no entanto, conheço muitas vozes que emudeceram, depois de passar anos a fio exigindo uma revolução ética no país.

Então o que se pretendia era, realmente, uma “meia faxina”? Ou este é nosso destino manifesto, ensaiar, encenar mudanças para perpetuar no poder aqueles que sempre estiveram no comando do país?

De certa forma, esse quadro de anestesia geral também vai me contaminando. Tenho vontade de escrever sobre outras coisas, sobre o avanço do nacionalismo na Europa, sobre a influência das “fake  news” nos processos eleitorais.

Tenho vontade de escrever também sobre temas mais esperançosos, como o empenho de algumas pessoas para melhorar suas cidades e as comunidades onde vivem.

A sombra de silêncio e hipocrisia que paira sobre o país, no entanto, é opressiva demais para aqueles que acreditam na possibilidade de sociedades de mais justas e igualitárias.

Até que ponto o Brasil de Temer e de seus asseclas no Congresso  representa o Brasil da imensa maioria dos brasileiros, estes mesmos que estão agora silentes e resignados? Quando uma pesquisa mostra que 89% dos brasileiros nunca viu atos de corrupção no seu entorno, no seu cotidiano, creio que o país nunca esteve tão bem representado.

Somos um país racista, corrupto e absurdamente desigual. Nossa classe média é adepta do jeitinho e se compraz com a ideia de que existem milhares de miseráveis em situação pior que a dela. A turma do PIB só pensa em como auferir lucros mais estratosféricos.

Então, está tudo no lugar certo. Um salve para Temer, Aécio e cia.

Marcos Meirelles é jornalista.
Este artigo foi publicado originalmente na edição deste fim-de-semana do jornal "O Vale" 
Os políticos que temos ... Os políticos que temos ... Reviewed by Helcio Costa on 12:08 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.