Um pacto pela Saúde


O Instituto das Pequenas Missionárias de Maria Imaculada e a Prefeitura Municipal de São José dos Campos anunciaram oficialmente hoje a assinatura de um contrato que ampliará o atendimento às mulheres no hospital Antoninho da Rocha Marmo. 

Fundado há 64 anos, o Antoninho é um hospital geral que atua também nas áreas de maternidade e oncologia.

O hospital passa por um processo de readequação. A instituição ampliará gradativamente o número de procedimentos visando a saúde integral da mulher, como mais um serviço oferecido à comunidade. O Antoninho informou que também continuará suas atividades como hospital geral, atendendo convênios, particulares e SUS. Ao mesmo tempo, os atendimentos de oncologia clínica e cirúrgica estão sendo transferidos aos poucos para o hospital Pio 12. Após conclusão da transferência da oncologia, o contrato firmado entre hospital e prefeitura deverá ser revisado para readequações.

Conforme o contrato, estão previstas mensalmente 2.000 mil consultas ginecológicas, 1.200 mamografias, 250 partos, 1.500 ultrassonografias ginecológicas, 1.500 cirurgias ginecológicas e 50 internações.

O Antoninho atende em média 4.500 pacientes ao mês, conta com uma estrutura física de 5.700 m², 380 colaboradores, 275 médicos cadastrados e 86 leitos --sendo 10 leitos de UTI Neonatal, 10 leitos de UTI adulto, 30 leitos obstétricos, 28 leitos cirúrgicos e 6 leitos clínicos.

Perfil 

Segundo a prefeitura, a assistência ambulatorial eletiva para consultas em ginecologia se desenvolverá a partir do agendamento, mediante a disponibilização de grade mensal de vagas para a área responsável da Secretaria de Saúde, correspondendo a 60% para primeira consulta e 40% de vagas reservadas para retornos.

O hospital deverá realizar o pré-operatório, exames e consultas necessárias, para todos os casos cirúrgicos. No caso das gestantes, a assistência compreende o parto e atendimentos necessários ao recém-nascido até a alta hospitalar, incluindo a realização dos testes “do olhinho, da orelhinha e do pezinho”, e outros que venham a ser normatizados. A assistência prevê ainda uma visita agendada da gestante à maternidade para promoção da familiarização com o ambiente no qual a gestante terá seu filho.

Todo o trabalho terá supervisão da Secretaria de Saúde, por meio do Programa Saúde da Mulher e do Departamento de Regulação e Controle.

Um pacto pela Saúde Um pacto pela Saúde Reviewed by Helcio Costa on 11:21 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.