Ode a Alegria


Houve um momento na vida em que eu estava muito triste ...

Como na música de Belchior, estava mais angustiado do que um goleiro na hora do gol. Mas, nesse instante, você entrou na minha vida como o sol em um quintal, iluminando os cantos de sombra, aquecendo a terra fria. Isso gerou muitas mudanças. Algumas sofridas. A única certeza que sempre tive era a alegria que encontrava em seu sorriso –límpido, claro, transparente-- e no brilho dos seus olhos. E isso foi suficiente.

Hoje, anos depois, estamos juntos ...

Mais do que isso, há um ano, exato, você disse “sim” e começamos a construir juntos uma nova página na nossa história de vida. Com você, eu sou feliz sempre, mesmo nos momentos adversos que a vida impõe, independentemente da vontade da gente. Não é acaso uma luta a vida do homem sobre a terra? Pode ser, mas que bom que a vida vai além disso. A vida pode ser longa e generosa. E ela tem sido generosa comigo ao me fazer conhecer o seu amor. Posso ter sorte maior?

A única forma de agradecer a isso é amá-la e fazê-la feliz ...

Ainda que vierem noites traiçoeiras, que o amor nos conserve juntos, unidos, cúmplices e apaixonados, para que possamos, lado a lado, conhecer o verdadeiro significado da alegria. Um deles, em particular, eu já conheço bem. Afinal, não é alegria o seu nome, meu amor? E não é alegria o que conheço ao seu lado? Vivamos, então, sob o signo da alegria. Uma alegria imensa, profunda, transparente, como o calor do seu sorriso e o brilho dos seus olhos.

Com amor,


Hélcio
Ode a Alegria Ode a Alegria Reviewed by blog dois pontos on 12:08 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.