GM, uma pedra no sapato ...

Weller Gonçalves (direita) no estúdio

Essa é para anotar e conferir depois ...

O Sindicato dos Metalúrgicos vai pedir oficialmente à GM a abertura de 500 novos postos de trabalho na fábrica de São José dos Campos em razão do volume de horas-extras que vêm sendo executadas na unidade. 

A informação foi dada pelo presidente eleito da entidade, Weller Gonçalves, ao programa "Band Entrevista", que foi ao ar neste domings, às 7h30, pela Band Vale. O novo presidente toma posse em maio. Membro da atual diretoria da entidade e ligado ao PSTU, Weller liderou a chapa da CSP-Conlutas na eleição deste ano e foi eleito com  4.590 votos, 65% dos votos válidos. Trabalhador da Hitachi, o sindicalista foi derrotado pela Chapa 2, de oposição, em 8 das 10 urnas instaladas na GM.

Para ele, isso é um detalhe ...

Weller rejeita a fama do sindicato de afastar empregos na região, fama cada vez mais crescente entre lideranças empresariais. Para ele, segundo afirmou no "Band Entrevista", a redução do emprego nas montadoras se deve a dois fatores: à crise e a uma mudança no perfil do emprego no setor, em razão da automação. "A Volks fechou muitas vagas no ABC, em Taubaté, e lá, nas duas fábricas, o sindicato tem outra linha, muito mais acessível à empresa. Porque aqui, quando fecham postos de trabalho, a responsabilidade é do sindicato? A decisão de investir ou não, de fechar uma fábrica ou não, é da empresa, nunca do  sindicato, é sempre das empresas", disse. A matemática do sindicalista tem uma razão: a GM tinha nos anos 90 cerca de 12 mil trabalhadores na unidade de São José dos Campos e diversas linhas de produção; atualmente são pouco mais de 5.000 empregos e apenas duas linhas. A própria base sindical teve uma retração em anos recentes, recuando de 40 milhara 38 mil metalúrgicos.

Sobre a GM, Weller Gonçalves fala em tentar atrair a prefeitura, a Câmara e as entidades de classe de São José dos Campos em um movimento para pedir mais investimentos na fábrica da cidade. Uma tarefa difícil ...

Band Entrevista
programa da TV Band Vale com Cláudio Nicolini e Hélcio Costa, programa vai ao ar aos domingos, 7h30, com reprise após o Canal Livre. Duração: 30 minutos




GM, uma pedra no sapato ... GM, uma pedra no sapato ... Reviewed by Helcio Costa on 09:24 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.