Alckmin, tempo e memória

Alckmin em Pinda (Fotos: Jornal Atos)

Um mergulho na saudade …

O ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB) visitou sua terra, Pindamonhangaba, no último domingo, para participar da inauguração do Café Literário, no Parque da Cidade, instalado no antigo casarão da família. Casarão onde o ex-governador passou a infância e faz parte da sua história e da história de sua família. Parte do acervo particular, mantido por Alckmin no Palácio dos Bandeirantes durante seus dois mandatos, foi levado para o atual Café Literário. No espaço, que conta com três ambientes, sala de leitura com livros sobre Pindamonhangaba e sala de vídeo com entrevistas de políticos e lideranças da cidade, ainda são fortes as presenças dos pais do governador, Geraldo. Quem acompanhou a visita de Alckmin ao local conta que foi uma manhã de alegria e de muita emoção para ele e dona Lú, que o acompanhou durante toda a visita.

Mas não faltou uma pitadinha de política.

Atenta, a repórter Bruna Silva, do jornal “Atos”, estava no local e entrevistou o ex-governador, tirando dele alguns bons comentários. Vai ser candidato em 2020? “O futuro a Deus pertence”, disse. “Ser candidato ou não é uma questão a ser analisada mais à frente, mas torço muito pelo nosso país. Acho que a economia, o ano que vem, vai melhorar um pouco, pode crescer em torno de 2,5%.” João Dória (PSDB)? “Estou me dedicando à medicina, voltei a dar aulas. Mas vamos dar um tempinho de política, que é bom. E estou matando a saudade dos meus amigos”, disse. Jair Bolsonaro e a crise do PSL? Bem, nesse ponto foi menos econômico. “Criar mais um partido? Já tem 34 e criar mais um? Quer dizer, no fundo você está criando partido de fulano, partido de beltrano. São cartórios sem identidade partidária, por isso tenho defendido a reforma política. É preciso mudar a maneira em que se escolhe os candidatos.”

Amigos antigos dizem que Alckmin está vivendo uma fase família, que tem feito muito bem a ele. Vai voltar à política? A resposta foi dada pelo próprio Alckmin: “O futuro a Deus pertence” ...



Alckmin, tempo e memória Alckmin, tempo e memória Reviewed by blog dois pontos on 18:09 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.