Meu filho Júlio



Juca, bem antes de virar jornalista


Meu filho Júlio é muito popular na Câmara de Taubaté.

Vira e mexe, algum vereador sobe à tribuna para dizer cobras e lagartos dele, ainda mais depois que a “Gazeta de Taubaté” trouxe uma série de reportagens sobre a “Farra das Viagens”, todas assinadas por ele. Faz parte. Para quem não se recorda, no caso da “Farra”, a “Gazeta” revelou que, em pelo menos 70 viagens feitas em 2017 e 2018, 14 vereadores apresentaram notas fiscais com despesas de mais de uma pessoa ou com gastos acima do razoável. Não é preciso ser muito esperto para constatar que o caldo azedou entre o jornal e a Câmara. Faz parte. Após muito vaivém, o Ministério Público pediu o arquivamento do caso nas esferas cível e criminal, depois que os vereadores aceitaram devolver mais de R$ 14,7 mil recebidos indevidamente como reembolso. É isso aí, uma boa história com começo, meio e fim. Mas, voltando ao fio da meada ...

Como disse, meu filho Júlio, nascido Julio Codazzi da Costa, que assina Julio Codazzi, editor-executivo da “Gazeta”, é muito popular da Câmara de Taubaté.

No episódio mais recente, meu filho foi “homenageado” pelo vereador Bilili de Angelis (PSDB), que, além de acusar as reportagens da “Farra das Viagens” de fake news e ameaçar processar o jornal, disse que Júlio fuma maconha e vive de empréstimo das “primas”. “Ele não sai de lá”, afirmou o tucano, ao vivo, na TV Câmara. Verdade? Em texto publicado no jornal, Júlio foi elegante. Classificou as afirmações como mentirosas, 
embora eu não tenha a menor intenção de recriminar quem fuma maconha ou paga por sexo. Cada um é cada um”. E continuou: “Errado mesmo é se apropriar indevidamente de dinheiro público. Para mim, aliás, esse é o principal câncer do país. Afinal, em vez de ir para o bolso errado, o dinheiro público deveria ser usado para corrigir problemas na saúde, educação, habitação, etc. Mostrar isso é papel da imprensa. E por isso ela sofre ataques de tantos maus políticos.”


Hum, essa doeu. Quem quiser ler o artigo inteiro, clique aqui.

Meu filho Júlio é maior de idade, dono da vida dele e um jornalista dedicado. E, como mostrou de forma elegante, no texto publicado na “Gazeta”, não precisa que eu o defenda. Dito isso, vamos lá.

A imprensa tem o papel de informar e dar transparência, analisando os fatos amparada em dados, informações e apuração. É um papel importante na sociedade. Isso não quer dizer que a imprensa é soberana, dona de toda razão. Contestá-la é natural em uma democracia. Esse diálogo entre informação e sociedade é vital. É salutar, no entanto, que qualquer contestação obedeça algumas regras: seja baseada em fatos, dados, informações. Nós, jornalistas, estamos acostumados a isso. Agora, falar que um jornalista é maconheiro (viximaria) ou anda com as “primas” (risos), convenhamos, não é um argumento dos mais maduros quanto se fala, na prática, em uso indevido de dinheiro público por agentes políticos. Só faltou falar que o cara é feio! Noves fora toda polêmica, o vereador, ou melhor, qualquer vereador e qualquer pessoa têm o direito de contestar qualquer informação. Mas, para tanto, é salutar que se valha de fatos e de argumentos concretos. Vociferar bobagens na tribuna da Câmara apenas atesta falta de argumentos, para dizer o mínimo. 

Meu filho Júlio, Juca, como era chamado quando criança, é muito popular na Câmara de Taubaté. 

Torço para que ele continue assim. Prova de que está desempenhando a contento seu papel de fiscal das instituições. Olha, só por isso, cá entre nós, merecia ganhar, ao invés de impropérios, uma homenagem da Câmara de Taubaté, cidade onde ele nasceu e que ele tanto ama.

Fica a dica ...

PS: a diferença, no texto, entre Júlio e Julio, com e sem acento, é, na verdade, uma brincadeira. Meu filho garante que seu nome é sem acento, levando em conta sua certidão de nascimento. Eu, que escolhi seu nome, nos anos 80, grafo como foi escolhido originalmente, antes do acento ser comido pela arte de algum funcionário do Cartório. Como somos dois teimosos, cada um acha, de seu lado, que tem razão. Vai saber ...


Meu filho Júlio Meu filho Júlio Reviewed by blog dois pontos on 18:13 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.